Archives for Cuidados Necessários

Oftalmologia infantil: Cuidados com a visão do seu filho

Um centro de oftalmologia infantil é muito importante, principalmente pelo tipo de serviço que oferecem e da qualidade deste tipo de serviço,

sendo então algo essencial para o desenvolvimento de muitas crianças.

oftalmologia

Sendo assim, quanto mais você conhecer sobre este espaço, melhor pode fazer uso de seus serviços,

e isso também diz respeito a como você cuida da saúde visual de seu filho, o que é de vital importância.

Então, vamos falar mais sobre o centro de oftalmologia infantil, tudo o que é oferecido

e também de que maneira você consegue de fato obter os benefícios de um acompanhamento mais profissional.

O que é um centro de oftalmologia infantil?

Igualmente, um centro de oftalmologia infantil como o próprio nome já sugere,

é um local que conta com profissionais especializados e altamente capacitados para trabalhar com todo o tipo de ocorrência oftalmológica ligada ao público infantil.

Contudo, isso diz respeito muito mais a exames, avaliações de uma maneira geral e até mesmo intervenções cirúrgicas se for o caso avaliado,

sempre com toda a segurança e indicação de todo o tipo de tratamento mais efetivo.

Enfim, um bom hospital de olhos conta com todo o aparato para que você consiga dar ao seu filho o tratamento correto,

além de conseguir evitar que certos problemas se agravem e tragam problemas no futuro.

Por que buscar atendimento?

Assim, mesmo sabendo da importância de um centro de oftalmologia infantil, algumas pessoas não conseguem entender qual é a sua utilidade,

e isso faz com que percam boas oportunidades de atendimento.

oftalmologia 2

Normalmente a procura se dá por conta de algum tipo de ocorrência grave, que necessita de um tratamento,

ou uma doença adquirida que preocupa e então faz com que esse atendimento de fato seja buscado.

No entanto, é importante afirmar que você pode procurar atendimento em um centro de oftalmologia infantil para diversas

coisas e não somente para atender a um caso já instalado que precisa de uma avaliação.

Prevenção de doenças

Poucas pessoas sabem, mas uma avaliação com oftalmologista pediatra pode ser muito mais importante do que nós pensamos,

e tem outro tipo de linha de avaliação do que se fosse feita em um adulto.

Normalmente um atendimento feito em uma clínica oftalmológica é feita de maneira constante, justamente para que se faça uma avaliação geral,

e no caso das crianças serve como prevenção de muitas doenças.

oftalmologia 3

Sendo assim você pode sempre contar com esse tipo de serviço,

tendo em vista que também é algo que você precisa prestar atenção e garantir para que nada fique sem a devida atenção.

Avaliação de quadro de desenvolvimento

Outro ponto muito importante é a avaliação do desenvolvimento de tudo o que é de fato ligado à visão,

já que é preciso estar atento a como toda esta questão de desenvolvimento está acontecendo.

Caso seja percebido que algo está fora do normal, é a chance de fazer alguma intervenção, justamente para que o desenvolvimento esteja dentro do esperado e

possa garantir a vida de seu filho da maneira ideal.

É justamente a partir de uma análise bem feita por especialistas competentes, que é possível se pensar em um desenvolvimento dentro do esperado de fato,

sem que você tenha algum tipo de dificuldade.

Investigações de disfunções

Aliás, algumas disfunções podem ocorrer durante todo o processo de desenvolvimento, e quanto mais cedo forem descobertas,

mais efetivo é o tratamento que pode ser pontual ou com um período maior.

Acontece que em muitos casos de disfunções as crianças conseguem conviver normalmente,

mas com o tempo isso pode piorar e em alguns casos a utilização de óculos ou lentes de contato já não resolve.

Sendo assim, o mais importante é você avaliar o mais cedo possível toda essa questão e também pensar nessas possibilidades

e principalmente de que maneira essa intervenção se faz necessária.

A importância de oftalmologista infantil

Anteriormente, como já foi dito, a procura por um centro de oftalmologia infantil é muito importante,

e isso também diz respeito a como você lida com essas facilidades, e principalmente como você pensa a saúde de seu filho.

Portanto, um oftalmologista infantil é o profissional que contém todo o conhecimento para a avaliação de cada fase do desenvolvimento,

conseguindo dar conta de um tipo de problema de maneira mais simples e efetiva.

No fim das contas, certamente o seu filho possui um tipo de aproveitamento muito maior com relação ao seu dia a dia,

seja em termos de estudo ou de vida mesmo, conseguindo realizar todas as atividades.

Intervenção da oftalmologia no rendimento escolar

Algumas crianças não conseguem ter um rendimento adequado na escola e isso pode ser por conta de problemas oftalmológicos,

que agrava ainda mais quando não se tem o acompanhamento de um profissional para a avaliação do quadro em si, e da forma que se espera esse cuidado.

Crianças que demoram a conseguir ler ou que levam muito tempo para escrever podem sofrer esse tipo de interferência,

e por isso é preciso que você tenha em mente que um profissional da área consegue oferecer todos esses benefícios.

A ideia é entender que a partir da correção de uma disfunção visual pode melhorar o rendimento de seu filho na escola,

e assim você consegue também dar a ele um tipo de atenção muito mais indicada.

Desenvolvimento de habilidades

Então, além da parte de leitura, o seu filho também precisa da visão perfeita para conseguir desenvolver certas habilidades no seu dia a dia,

ou caso contrário ele pode demorar a reagir a alguns estímulos visuais.

Poucas pessoas sabem disso, mas é através de um bom trabalho feito por um oftalmologista infantil que você sabe com alguma antecipação que o seu filho preciso de fato de um acompanhamento.

Por isso é preciso que você procure o quanto antes um atendimento especializado, e faça isso de maneira rotineira, todo o ano,

justamente para evitar que problemas graves se instalem e tragam mais prejuízos.

Tratamentos preventivos

Da mesma forma que alguns problemas são encontrados, muitos deles podem ser prevenidos,

e isso só depende de como você lida com esses problemas, e de que maneira você pode prevenir.

Aliás, o uso de ferramentas como lentes de contato pode fazer com que alguma disfunção fique estagnada ao máximo,

e até mesmo o uso de colírios pode também prevenir muitas doenças ou problemas visuais em longo prazo.

Sendo assim, o mais importante é você pensar e avaliar a visita a um centro de oftalmologia infantil o quanto antes,

justamente para que você possa obter todos os benefícios que são possíveis neste sentido.

O que encontro em uma boa clínica de olhos?

Um centro de oftalmologia infantil oferece um atendimento dentro do que você de fato espera,

e isso também diz respeito a como você trabalha algumas possibilidades de atendimentos que você tem acesso.

O tipo de serviço que você encontra em uma clínica de olhos é de fato um diferencial e pode ser também algo muito importante para o que você pretende fazer,

e principalmente para o tratamento que você procura.

Tendo em vista esses pontos é fundamental que você tenha esse cuidado em todo o momento,

justamente para que consiga obter a maioria dos benefícios que podem ser oferecidos neste sentido.

Atendimento especializado

Um bom centro de oftalmologia infantil oferece para você sempre a oportunidade de um atendimento especializado,

sendo feito por alguém capacitado com todo o conhecimento técnico e que possa de fato ajudar neste sentido.

Esse tipo de atendimento certamente é um diferencial, já que o seu propósito é entregar ao paciente todo o panorama avaliado,

de maneira a desenvolver ferramentas que não sejam tão nocivas ao tratamento.

A partir deste sentido, é preciso que você também possa ter o atendimento que de fato procura,

justamente para que isso seja possível e você tenha o cuidado necessário, principalmente no que diz respeito a esse cuidado.

Equipes profissionalizadas de oftalmologia

Ter uma avaliação feita por uma equipe profissionalizada pode ser muito importante, e isso também diz respeito a como você consegue se organizar

e principalmente como você tem esse retorno dos exames feitos.

É justamente por conta de uma avaliação bem feita que os tratamentos sejam indicados,

sempre tendo em vista o mais eficaz e menos danoso para o seu filho, para que ele continue com suas atividades do dia a dia.

Sendo assim, um centro de oftalmologia infantil oferece tais pontos que podem ser também muito importantes neste sentido,

e isso também diz respeito a como você avalia essas possibilidades.

Aparelhos recentes e avançados

Todavia, com aparelhos modernos você consegue também uma avaliação mais precisa e muito mais eficaz,

o que é muito importante para este tipo de serviço e também é fundamental para o cuidado em si.

Por isso é preciso que sempre você possa visitar um centro de oftalmologia infantil,

para que aliando bons profissionais a boas ferramentas você consiga ter uma avaliação tal qual ela de fato mereça e possa ser entregue.

A ideia neste contexto é favorecer uma avaliação completa e por isso você consegue ter bons resultados e pode também ter alguns ganhos positivos,

como prevenção de doenças e tratamentos mais eficazes.

Dicas importantes conforme a oftalmologia

Similarmente, procurar por um bom centro de oftalmologia infantil é sempre indicado,

e pesquisar também é muito importante já que você pode obter tais benefícios e consegue acima de tudo isso, garantir alguns benefícios para o seu filho.

oftalmologia 5

Mas ficar atento a como ele se comporta com relação à visão é um ponto interessante,

e isso também faz parte de como você programa esse cuidado, além de ser um ponto também importante para você prestar o devido atendimento.

Porque ter à disposição um tipo de serviço tão importante é fundamental para a saúde e bem estar de seu filho,

tendo em vista que muitos detalhes podem afetar a visão dele durante o seu desenvolvimento.

Aliás, o quanto antes for avaliado as condições desse desenvolvimento, maior efetividade tem qualquer tipo de tratamento,

e isso também diz respeito a como você se organiza para isso e como você prepara esse tipo de ocorrência.

Quanto mais profissional for esse acompanhamento, mais benefícios ele pode trazer, e por isso é fundamental estar atento a como você se organiza e

pode trabalhar com tais aspectos a serem de fato trabalhados.

Cuidados essenciais

Sobretudo, alguns cuidados com a visão de seu filho podem ser importantes, como por exemplo,

a exposição recorrente à celulares ou outros eletrônicos, que podem trazer problemas visuais a longo prazo se você não tiver esse cuidado.

Além disso, é importante também que você possa observar o seu filho no dia a dia, de que maneira ele desempenha atividades e de que forma você pode auxiliar,

já que é algo muito importante para se avaliar de uma maneira geral.

Assim quando você procurar um centro de oftalmologia infantil é possível dar algumas indicações de situações e

principalmente de como seu filho se comporta nas atividades feitas,

o que pode ser útil para o diagnóstico.

Com esse tipo de indicação o trabalho do oftalmologista pediatra pode ser ainda mais rico,

tendo outros elementos que podem interferir no seu cuidado e principalmente no seu trabalho realizado de um modo mais amplo.

Desse modo, a oftalmologia...

Mesmo assim, o fato de você conseguir essa atenção é um fator muito importante e que define de uma vez por todas o desenvolvimento do seu filho,

oferecendo para ele as melhores condições para esse crescimento saudável que é de fato esperado.

Afinal, desta maneira você consegue também um tipo de acompanhamento muito mais efetivo e que garanta dentre outras coisas,

a condição necessária para que você possa dar o seu melhor neste sentido.

Um centro de oftalmologia infantil é muito importante para o seu cuidado e principalmente para um tipo de avaliação muito mais direcionada e

de acordo com o que você precisa, respeitando o diagnóstico feito sempre da melhor maneira, e com o melhor tratamento indicado.

Assim você pode evitar alguns problemas de saúde em longo prazo, além de cuidar para que o desenvolvimento de saúde do seu filho esteja de acordo.

Por este motivo você deve procurar todas as informações necessárias de um bom centro e realizar o quanto antes as avaliações preventivas.

Read more
Hipermetropia-infantil-como-saber-se-seu-filho-tem-esse-problema

Hipermetropia infantil: como saber se seu filho tem esse problema

1 – Hipermetropia infantil: as crianças enxergam sem a nitidez necessária

A hipermetropia é uma condição patológica causada devido a um erro de refração e que afeta também crianças.

Erro de refração é quando os raios de luz não são focalizados corretamente pelo olho, causando falta de nitidez ocular.

Por isso, papai e mamãe, vocês precisam saber que seu filho pode estar tendo dificuldades na escola devido a um problema de visão.

Assim sendo, no artigo de hoje vamos falar sobre hipermetropia infantil e como você pode agir para saber se seu filho ou sua filha está com esse problema.

Mas, fiquem tranquilos! É uma anomalia que pode ser corrigida, apesar de não haver cura.

Antes de abordarmos mais a respeito da hipermetropia, gostaríamos de lembrar a vocês, pais, sobre:

Quanto mais seus filhos terem acompanhamento oftalmológico desde cedo, melhor para a prevenção e tratamento precoce de qualquer doença ocular.

Portanto, convidamos você pai e você mãe a seguir com a leitura desse artigo e para entender melhor do que se trata.

2 – Hipermetropia ocular: o que é, quais as causas e sintomas?

Hipermetropia-infantil-como-saber-se-seu-filho-tem-esse-problema

Já adiantamos na introdução desse post o que é hipermetropia ocular. Mas, vamos ser mais específicos.

É quando as imagens recebidas pelos olhos se formam atrás da retina, ao invés de se formarem na retina.

Dessa maneira, essas imagens, por não serem formadas da maneira correta acabam sendo retratadas ao cérebro de forma errada.

Assim sendo, essas imagens ficam desfocadas e é dessa forma que seu filho ou sua filha pode estar enxergando.

E é justamente por isso que muitas crianças que estão em fase de alfabetização acabam tendo dificuldade na escola.

Prova disso é que cerca de 10 a 15% das crianças com idade escolar apresenta problemas de visão.

As duas principais causas da hipermetropia são:

  • Curvatura da córnea alterada – mais plana do que o normal;
  • Comprimento do olho inferior ao normal;

Muitas vezes, esses fatores para hipermetropia são hereditários.

Os principais sintomas dessa anomalia oftalmológica são: cansaço na visão, dores de cabeça frequentes.

Isso porque a pessoa com hipermetropia precisa fazer muito esforço para conseguir enxergar um pouco melhor.

Sintomas que acontecem com mais frequência no fim da tarde ou depois de um dia de trabalho ou até mesmo após uma leitura.

A hipermetropia possui três graus: ligeira (0 a 2 dioptrias), moderada (2 a 6 dioptrias) e alta (acima de 6 dioptrias).

3 – Hipermetropia em crianças, diagnóstico e tratamento

Em crianças é mais fácil perceber essa doença, pois em inúmeros casos ela vem acompanhada do estrabismo.

Os sintomas nas crianças são cansaço e irritação nos olhos, assim como lacrimejamento.

Porém, não há muita diferença entre a hipermetropia em crianças da de adultos.

Para que o diagnóstico seja realizado, é necessário que a criança passe por uma consulta com um oftalmologista pediátrico.

Vale salientar que é a partir dos 4 anos de idade que os problemas envolvendo a hipermetropia têm início.

O exame de refração é o principal realizado para diagnosticar a doença.

Após a consulta, o especialista irá indicar o melhor tratamento, uso de óculos ou de lentes de contato.

Apesar dos níveis dos graus, é na infância que o grau da hipermetropia sofre mais variações.

É a partir dos 18 anos já é possível realizar cirurgia conforme orientação e prescrição do oftalmologista.

Contudo, a cirurgia pode ser indicada para crianças que apresentem além da hipermetropia, estrabismo convergente.

E essa indicação acontece, pois se a criança não desenvolver o olho preguiçoso devido ao estrabismo, ela pode perder a visão desse olho.

Por isso, temos batido nessa tecla da importância das crianças receberem acompanhamento oftalmológico desde quando nascem.

4 – Como os pais podem identificar se seus filhos podem ter hipermetropia

Hipermetropia-infantil-como-saber-se-seu-filho-tem-esse-problema

Papai e mamãe vocês podem observar se seu filho ou sua filha sofre de algum desconforto ocular que esteja ligado à hipermetropia.

Como eles precisam se esforçar além do normal para conseguir enxergar melhor, é possível que eles reclamem do que podem ser sintomas.

Normalmente, as crianças reclamam de dor de cabeça e cansaço nos olhos após fazer, por exemplo, uma leitura.

Porém, na maioria dos casos, como elas não sabem o que é enxergar normal acabam achando que está tudo bem.

Dessa maneira, os sintomas acabam sendo despercebidos e o tratamento acaba não acontecendo precocemente.

Entretanto, detectar o mais cedo possível a hipermetropia e outras doenças oculares evita que haja um comprometimento visual permanente.

Portanto, o diagnóstico precoce previne doenças permanentes como é o caso da ambliopia.

Assim sendo, pais e mães, observem seus filhos enquanto assistem TV, lêem, estudam ou se têm problemas de concentração.

Se perceberem eles fazendo muito esforço como apertar os olhinhos para enxergar melhor, não tardem em marcar uma consulta.

Pois assim, o oftalmologista poderá realizar todos os testes necessários e, diagnosticando a hipermetropia, então é só seguir com o tratamento.

 Quanto mais cedo nossas crianças forem tratadas, menor será seu sofrimento e menores as chances de causar outras anomalias.

Indicamos ainda a vocês papais e mamães a leitura do artigo Exames oftalmológicos necessários de 0 a 5 anos.

Se após a leitura desse texto você papai e você mamãe desconfiam que seu filho ou sua filha pode ter essa doença, entre em contato conosco.

Nós da Baby Eye Care Brasil estamos aqui para ajudar vocês nos cuidados com os olhinhos dos seus filhos.

Nossa equipe conta com especialistas prontos para atender vocês da melhor maneira e qual a maior qualidade.

Read more
Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é

Retinopatia da prematuridade: você sabe o que é?

1 - Doença afeta bebês prematuros e abaixo do peso no nascimento

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é Já citamos a Retinopatia aqui no blog, mas você sabe que doença é essa? Pois é sobre ela que falaremos no post de hoje. Para a mamães e papais que têm nos acompanhado, temos falado sobre doenças que afetam as crianças. Além disso, temos destacado a importância dos cuidados com os olhos desde a infância como abordamos no artigo Porque cuidar dos olhos desde a infância. No artigo de hoje vamos conhecer um pouco mais sobre essa enfermidade que afeta, principalmente, bebês prematuros e aqueles que nascem abaixo do peso ideal. A Retinopatia da prematuridade é uma das principais causadoras de cegueira infantil. Porém, felizmente em 90% dos casos não são graves e não chegam a prejudicar a visão. Continuamos com nossos textos informativos para que você papai e você mamãe não esqueçam que quanto mais cedo seus filhos tiverem acompanhamento com um oftalmologista pediátrico, melhor. Mas, sem mais delongas, vamos aprender um pouco mais sobre a Retinopatia da prematuridade? Então, segue com a gente na leitura do artigo de hoje.

2 - O que é Retinopatia da prematuridade?

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é Para início de conversa gostaria que você soubesse que, infelizmente, essa é uma doença pouco conhecida pelos pais. Por isso, entendemos a importância de falar sobre ela de forma que as informações sejam difundidas com todos. Dessa maneira, com informação, as pessoas saberão o que fazer em casos como esse. A Retinopatia da prematuridade é uma doença ocular que acomete crianças que nascem antes de 36 semanas. Ademais, bebês que nascem pesando menos do que 1600 gramas. É uma enfermidade que faz com que ocorra um crescimento desorganizado dos vasos sanguíneos que nutrem a parte de trás do olho, mais precisamente, a retina. Esses vasos começam seu processo de desenvolvimento a partir do terceiro mês de gestação. Portanto, nos casos de nascimento prematuro esses vasos param de crescer ou crescem de maneira anormal. Assim sendo, pode danificar a retina causando a Retinopatia da prematuridade. Em outras palavras, os vasos sanguíneos se rompem gerando um sangramento. Nos casos mais graves há deslocamento da retina. Em casos como este, infelizmente, o bebê corre risco de ter perda de visão. E esses casos mais graves acontecem:
  • Bebês que nascem antes da 32ª semana gestacional;
  • Bebês que nascem com 1500 gramas ou menos;
  • Bebês que necessitam de tratamento com oxigênio.
Quando um bebê apresenta esse quadro de Retinopatia da prematuridade, ele passa a ser acompanhado por um oftalmologista infantil. Além da criança ser submetida ao teste do olhinho Ampliado, o prematuro terá o acompanhamento do oftalmologista mesmo após ter alta da unidade neonatal. O aumento no número de casos de Retinopatia da prematuridade é consequência do avanço tecnológico. Isso mesmo, porque a medicina avançada tem contribuído para que bebês cada vez menores consigam sobreviver.

3 - Estágios da Retinopatia da prematuridade

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é O grau de comprometimento dos olhos dos bebês com a doença é medido por um instrumento especial utilizado pelo oftalmologista infantil. O exame observa o fundo do olho da criança e determina qual dentre os cinco graus foi classificado:
  • Estágio 1 - quando há um crescimento anormal leve dos vasos sanguíneos da retina;
  • Estágio 2 - quando há um crescimento anormal moderado dos vasos sanguíneos da retina
  • Estágio 3 - quando há um crescimento anormal severo dos vasos sanguíneos da retina;
  • Estágio 4 - quando há um crescimento anormal severo dos vasos sanguíneos e deslocamento parcial da retina;
  • Estágio 5 - quando ocorre deslocamento total da retina;
Em sua fase inicial a Retinopatia regride de forma espontânea. Dentro de 4 a 6 semanas após o nascimento do bebê deverá ser realizado o primeiro exame. Já o acompanhamento com o oftalmologista pediátrico deve acontecer até os vasos se formarem por completo ou quando a doença regredir totalmente. ontudo, mesmo com a regressão, é necessário que os bebês tenham acompanhamento anual, pois há chances de que ocorram outras doenças oculares como estrabismo ou diferença de grau entre os olhos.

4 - Tratamento para Retinopatia prematura

Nos casos considerados com risco de causar cegueira, as opções de tratamento indicadas pelos oftalmologistas são: A cirurgia à laser, considerada a forma de tratamento mais utilizada em casos diagnosticados precocemente. Com essa cirurgia raios laser que param o crescimento anormal dos vasos sanguíneos que fazem com que a retina saia do seu lugar. Já nos casos avançados da doença é indicada a colocação de uma faixa cirúrgica no olho. Nesses casos a retina encontra-se afetada, o que a leva a deslocar do fundo do olho. Com o uso da pequena faixa cirúrgica em volta do globo ocular, a retina permanece no lugar certo. Mais em situações ainda mais avançados, então, a vitrectomia é indicada. Em outras palavras, é uma cirurgia que retira o gel com cicatrizes localizado no interior do olho e é substituído por uma substância transparente.

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-éRetinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é5 - Como prevenir essa doença ocular

  Agora queremos dar um importante recado, principalmente para as mamãe. A melhor maneira de prevenir para que seu bebê não sofra com a Retinopatia prematura é tendo um ótimo pré-natal. É fundamental que você mamãe e você papai não esqueçam do quanto é fundamental ter o acompanhamento correto durante todo o período gestacional. Quanto mais dúvidas vocês tirarem com seu médico, melhor. Para evitar sequelas da doença é fundamental prevenir. Para isso, peça ao seu médico o exame que diagnostica a doença.
Read more
saúde-ocular-infantil-importância-do-oftalmologista-infantil

Saúde ocular infantil – importância do oftalmologista infantil

1 - Oftalmologistas especializados contribuem para a saúde ocular infantil

saúde-ocular-infantil-importância-do-oftalmologista-infantil Queridos pais, vocês sabiam que é de suma importância que seu filho ou sua filha tenham uma saúde ocular infantil de qualidade? Se até agora não tinham esse conhecimento, partir da leitura desse artigo tudo vai mudar. Por isso, quero convidá-los a ler esse post até o final para que vocês entendam como é fundamental ter um acompanhamento oftalmológico já desde a idade inicial. O Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) divulgou este ano que doenças oculares foram responsáveis por tornar crianças cegas, com a visão comprometida ou baixa. Essas doenças poderiam ser tratadas e até mesmo prevenidas se houvesse um acompanhamento oftalmológico dessas crianças logo cedo. É justamente por isso que temos ressaltado aqui no blog a importância de vocês pais trazerem seus filhos o quanto antes para cuidarmos. Muitos pais ainda desconhecem como é necessário que as crianças, inclusive bebês sejam acompanhados por um especialista oftalmológico infantil. Já falamos por aqui sobre fadiga ocular, exame de fundo de olho, oftalmologia pediátrica, entre outros, para deixá-los ainda mais informados sobre essa questão que, infelizmente, ainda hoje é negligenciada.

2 - Doenças oculares que podem ser prevenidas e acabam afetando as crianças

saúde-ocular-infantil-importância-do-oftalmologista-infantil Algumas doenças, como por exemplo, retinopatia da prematuridade, glaucoma congênito, atrofia óptica, causam cegueira ou baixa visão em crianças. Da mesma forma, catarata infantil e a toxoplasmose também entram na lista de enfermidades oculares que atingem crianças. Porém, também são doenças que poderiam ser tratadas e até mesmo prevenidas se a criança fosse acompanhada corretamente. Assim sendo, cada vez mais testifica-se a importância do acompanhamento feito por um oftalmologista pediátrico. Contudo, quando esses casos acontecem, é possível que o quadro seja revertido. Para isso é fundamental que haja um cuidado em caráter multidisciplinar, inclusive antes mesmo do nascimento do bebê. Para vocês terem noção pais, os oftalmologistas infantis podem atuar até mesmo na fase gestacional da mamãe, dependendo, claro, da necessidade. E esse acompanhamento deve ser realizado pelo menos até os primeiros anos de vida do seu bebê. Exames como o teste do olhinho e, posteriormente, consultas semestrais fará o oftalmologista do seu filho ou da sua filha ter uma melhor avaliação e, também, melhor resultado dos avanços para reverter essas doenças. Após isso, as visitas ao doutor podem passar a acontecer anualmente. Frisando que até isso acontecer, é necessário muito cuidado e acompanhamento médico.

3 - Como descobrir se uma criança tem algum problema ocular?

saúde-ocular-infantil-importância-do-oftalmologista-infantil Antes de mais nada precisamos lembrar aos papais que ninguém nasce sabendo enxergar. Em outras palavras, os bebês de vocês irão aprender dia após dia a enxergar. É a lei natural das coisas, fique tranquilo. Entretanto, durante o crescimento da criança, é muito difícil que os pais consigam perceber logo de cara. Mas, não se sintam culpados. Entendam apenas que é importante que seus filhos recebam os cuidados oftalmológicos devidos o quanto antes. Saibam que cerca de 90% da visão de suas crianças só vão se desenvolver até os 2 anos de idade. O restante só será totalmente desenvolvido quando ela completarem 6 ou 7 anos. Tudo isso depende do estímulo visual que o cérebro recebe, pois ele precisa disso para levar aos olhos a informação visual perfeita e, assim, a criança aprenda a enxergar perfeitamente.

4 - Cuidados a serem tomados

saúde-ocular-infantil-importância-do-oftalmologista-infantil Infelizmente, muitas vezes por falta de informação, problemas na visão podem ser confundidos com dificuldade cognitiva. Pesquisadores descobriram que muitas crianças apresentam dificuldade no período de alfabetização, porém por causa de problemas de visão. Avalia-se que cerca de 20% das crianças em fase estudantil deveriam usar óculos ou outras correções óticas. Porém, isso não acontece, muitas vezes, por falta de oportunidade, seja de ser consultado por um oftalmologista, de comprar um óculos, e outros fatores. Dessa forma quero dizer a vocês papais e mamãe que tenham cuidado quando perceberem que seus filhos não estão mais indo tão bem na escola. Esse pode ser, sim, um dos sinais de que a saúde ocular deles não está 100%. Fiquem atentos, mas não se precipitem. Mas, não são apenas os pais que precisam se conscientizar. Acreditem, mas muitos pediatras também precisam estar atentos a essas questões. Com o acompanhamento correto, pais bem informados e pediatras conscientes da importância do cuidado oftalmológico infantil conseguiremos, juntos, prevenir para que essas doenças não aconteçam.

5 - Importância da oftalmologia pediátrica para a saúde ocular infantil

saúde-ocular-infantil-importância-do-oftalmologista-infantil A oftalmologia pediátrica é a especialidade responsável por acompanhar todo o desenvolvimento e saúde ocular infantil. Atua de forma a prevenir e também tratar as doenças que acometem bebês e crianças. Dessa forma é fundamental que todos os pais entendam a importância de ter um oftalmologista pediátrico acompanhando o bebê desde o seu nascimento. Lembrando que bebês e crianças podem desenvolver doenças oculares, como por exemplo, estrabismo, ambliopia, miopia infantil. Assim sendo, é o oftalmologista pediátrico que irá diagnosticar, tratar e acompanhar a criança. No último artigo falamos sobre Porque cuidar dos olhos desde a infância. Confira!
Read more
Porque cuidar dos olhos desde a infância

Porque cuidar dos olhos desde a infância

1 - Cerca de 90% da visão é desenvolvida até os 3 anos de idade

Porque-cuidar-dos-olhos-desde-a-infância Queridos papais e mamães, vocês sabiam que 90% da visão é desenvolvida até os 3 anos de idade? Esse dado já deveria ser suficiente para que vocês compreendam a importância de cuidar dos olhos desde o início da vida. No artigo de hoje vamos nos aprofundar mais nesse tema para que todos os pais e todas as mães sejam bem informados sobre o assunto. Assim sendo, quero convidá-los a permanecer com a leitura desse texto.

2 - Porque esse cuidado deve ser iniciado logo após o nascimento do bebê

Porque-cuidar-dos-olhos-desde-a-infância Como adiantamos no tópico de introdução deste artigo, a visão do ser humano tem seu desenvolvimento até os dois primeiros anos de vida. Dessa maneira, entendendo a importância de um acompanhamento especializado nesse período, a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica orienta que os primeiros cuidados oftalmológicos devem ser realizados já logo após o nascimento da criança. É justamente por isso que alguns exames são realizados ainda na maternidade como, por exemplo, o Teste do Olhinho. É um exame fundamental, pois ele é capaz de descobrir se existe qualquer alteração dentro do olho, na retina, no cristalino ou na córnea. Já vimos aqui no blog que os testes do olhinho, tanto o simples quanto o ampliado visam detectar doenças comuns na infância. Por exemplo, glaucoma, alterações de retina, tumor de retina, conjuntivite e até mesmo catarata congênita. Esses exames iniciais feitos tanto na maternidade quando o bebê nasce quanto nos primeiros dias de vida detectam ou descartam a presença dessas doenças. Mais um dado que justifica porque é importante cuidar dos olhos das crianças o quanto antes. Porém, além dessas doenças, os exames realizados logo no início de vida de uma pessoa pode descobrir se há erros refracionais. Em outras palavras, são condições patológicas onde se identifica problemas de visão como miopia, hipermetropia, entre outros. Diante da importância do teste do olhinho logo após o nascimento do bebê, desde 2010 é obrigatório que ele seja realizado. Dessa maneira, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) tornou essa obrigatoriedade até para os planos de saúde. O teste do olhinho deve ser realizado, no máximo, até o terceiro mês de vida da criança.

3 - Doenças oftalmológicas que afetam crianças

Porque-cuidar-dos-olhos-desde-a-infância Temos falado ao longo dos nossos artigos sobre enfermidades oculares que acometem crianças. Contudo, hoje vamos listar elas nesse post como forma de reforçar a importância que o cuidado oftalmológico no início da vida humana tem. Entretanto, não queremos assustá-los papai e mamãe. Nosso objetivo é alertar vocês sobre a importância do seu filho ou filha ser cuidado desde o início por um oftalmologista pediátrico. Dessa maneira, em caso de alguma anormalidade, sendo descoberta logo, o tratamento tem chances muito maiores. As doenças que podem ser diagnosticadas cedo com o acompanhamento correto são: Vale frisar que há doenças oculares que afetam as crianças até cerca de 6 a 7 anos de vida. Isso torna ainda mais importante o acompanhamento oftalmológico pediátrico, a fim de diagnosticar o quanto antes qualquer problema. Podemos destacar também como anomalias oculares que afetam crianças: Bom, essas são apenas algumas doenças que acometem crianças. Como falamos, a ideia não é assustar, mas alertar a todos os papais e mamães. Quanto mais pais, mães e responsáveis se informarem acerca desses problemas oculares, mais fácil será entender a importância das crianças terem um acompanhamento oftalmológico.

4 - Desenvolvimento visual nas crianças

Porque-cuidar-dos-olhos-desde-a-infância Vimos que 90% do desenvolvimento ocular acontece até os dois anos de idade. Porém, é entre seis meses até os cinco anos que identificamos o maior período de desenvolvimento visual. O processo de percepção das informações que chegam ao cérebro é de maior responsabilidade dos olhos. Em outras palavras, 80% das informações que nosso cérebro processos é oriunda do que os nossos olhos vêem. Assim sendo, quando nossos olhos enxergam algo automaticamente a informação é processada e enviada para nosso cérebro. Esse processo de desenvolvimento é fortalecido durante as idades iniciais dos seres humanos. Por isso, temos batido nessa tecla. Pois, papais e as mamães precisam entender a importância de levar as suas crianças num oftalmologista infantil. Identificar na criança alguma anormalidade visual não é tão fácil quanto nos adultos, pois elas não têm percepção das coisas. Alguns exames oculares são realizados assim que o bebê nasce. Depois disso é fundamental que a criança vá a um oftalmologista pediátrico até o primeiro ano de vida. Durante os 12 primeiros meses o olho é o órgão do corpo humano que mais se desenvolve. Mas, é com 7 anos de idade da criança que os olhos se tornam adultos. Com esses dados do artigo de hoje, você vai demorar de marcar uma consulta para seu filho ou sua filha? Temos certeza que não! Se surgir alguma dúvida entre em contato conosco da Baby Eye Care que estamos à disposição.  
Read more
Oftalmologia pediátrica

O que é a oftalmologia pediátrica e qual a sua importância?

O que é a oftalmologia pediátrica e qual a sua importância?

[caption id="attachment_809" align="aligncenter" width="300"]Oftalmologia Pediátrica Oftalmologia Pediátrica[/caption] Você sabe o que é e qual é a importância da oftalmologia pediátrica? A especialidade faz parte da oftalmologia e ademais é responsável por avaliar, observar e tratar a saúde ocular infantil. Se você leva seu filho frequentemente ao oftalmologista com certeza já sabe da importância do assunto. O cuidado com os olhos começa assim que o bebê nasce, no momento em que é realizado o teste do olhinho ampliado, e a partir de então os cuidados com os olhos devem permanecer. Isso porque cerca de 90% do desenvolvimento da visão acontece na infância, até os 6 e 7 anos. Entretanto, só o teste do olhinho ampliado  não vai garantir que a criança não desenvolva problemas oculares futuros, por isso é necessário que o acompanhamento oftalmológico continue. Aliás, recomenda-se um acompanhamento semestral até que a criança complete seus 2 anos. A partir dessa idade o acompanhamento passa a ser anual, até que a criança complete 7 anos, época em que já se completou o seu desenvolvimento visual. A oftalmologia pediátrica é especializada em cuidar da saúde ocular das crianças. Como o desenvolvimento visual das crianças é mais frágil e requer cuidados e acompanhamento, mas a  especialidade é responsável por assegurar este desenvolvimento da melhor maneira. Se você quer saber mais sobre a oftalmologia pediátrica e sua importância no desenvolvimento infantil, continue a leitura!

1 - O que é oftalmologia pediátrica?

[caption id="attachment_810" align="aligncenter" width="300"]Oftalmologia Pediátrica Oftalmologia Pediátrica[/caption] Como já destacado, oftalmologia pediátrica é uma subespecialidade dentro da oftalmologia. Certamente  a especialidade que acompanha o desenvolvimento visual de crianças e  é responsável por detectar, prevenir e tratar doenças oculares. A avaliação oftalmológica é extremamente importante durante a infância. A primeira avaliação acontece logo nos primeiros dias de vida onde os recém-nascidos passam pelo teste do olhinho. O teste do olhinho ampliado  serve para detectar e prevenir possíveis anomalias oculares nos recém-nascidos, permitindo que esses problemas sejam tratados ainda na fase inicial, promovendo mais eficiência na reabilitação. A partir de então, as consultas oftalmológicas devem permanecer consecutivamente até que a criança complete 7 anos, época em que o ciclo de desenvolvimento visual já está completo. A oftalmologia pediátrica possui técnicas especializadas para realizar o diagnóstico preciso em caso de doenças patológicas oculares assim como possui técnicas especializadas para tratá-las. Se as doenças oculares forem diagnosticadas logo em sua fase inicial há mais chances do tratamento ser eficiente. Algumas doenças oculares podem acabar passando despercebidas pelos pais e quando se agravam podem acabar levando até mesmo à cegueira. Por isso, não deixe de levar o seu filho para fazer os exames oftalmológicos. Opte sempre por clínicas especializadas em oftalmologia pediátrica, isso porque os profissionais dessas clínicas são especialistas em cuidar da visão de bebês e crianças.

2 - O que faz o oftalmologista pediátrico?

[caption id="attachment_811" align="aligncenter" width="300"]Oftalmologia Pediátrica Oftalmologia Pediátrica[/caption] Nos primeiros anos de vida as crianças não conseguem perceber os seus problemas de visão por conta própria. Muitas crianças passam por dificuldades de aprendizado e inteiração devido a algum tipo de erro de refração, como a miopia, hipermetropia e o astigmatismo. Muitas vezes, essas disfunções podem passar despercebidas pelos pais e pelos professores também, por isso, é tão importante o acompanhamento com o oftalmologista pediátrico. O oftalmologista pediátrico é responsável por diagnosticar precocemente as doenças patológicas oculares e outras disfunções da visão como:
  • Ambliopia;

  • Estrabismo;

  • Catarata;

  • Malformações congênitas;

  • Tumores;

  • Erros de refração.

O profissional é responsável também por melhorar a qualidade de vida e auxiliar no convívio social, já que a comunicação com o mundo exterior é feita principalmente por meio da visão e pode ser prejudicada caso a saúde ocular não esteja saudável. Nas clínicas especializadas em oftalmologia pediátrica, o oftalmologista é responsável por realizar o teste do olhinho ampliado. O exame é mais detalhado do que o simples e por ser realizado por um oftalmologista pediátrico torna-se um exame mais eficiente para o recém-nascido.

3 - Qual a importância deste profissional e quando procurá-lo?

[caption id="attachment_752" align="aligncenter" width="300"]Clínica Oftalmológica Pediátrica Clínica Oftalmológica Pediátrica[/caption] O oftalmologista especializado em oftalmologia pediátrica é extremamente importante e responsável por garantir o desenvolvimento visual normal e saudável das crianças. Além de diagnosticar, prevenir e tratar doenças oculares. Diversas doenças oculares podem manifestar-se nos primeiros dias de vida, assim como nos anos que sucedem o nascimento, época fundamental onde ocorre o desenvolvimento da visão da criança. Portanto, o contato com esse profissional é necessário desde o nascimento do bebê até os 7 anos, momento este em que seu sistema de desenvolvimento visual já está completo. As consultas com o oftalmologista pediátrico iniciam-se no nascimento e se estendem por toda infância. Quando há a percepção de algum fator diferente que esteja comprometendo a visão é necessário procurar o oftalmologista assim que possível e manter as consultas. De toda forma, a saúde ocular das crianças deve ser sempre observada e avaliada, independente da idade ou presença de sintomas. Assim fica mais fácil identificar precocemente possíveis doenças e tratá-las, evitando que essas crianças sejam prejudicadas na aprendizagem. Ajudando a melhorar o seu desenvolvimento pessoal e o desempenho escolar. Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), 60 a 80% das causas de cegueira são tratáveis ou possíveis de serem evitadas. As doenças que podem causar cegueira nas crianças muitas vezes emitem sinais aos pais, por isso, os mesmos devem estar sempre atentos às queixas das crianças, além de levá-las continuamente às consultas oftalmológicas. Infelizmente, muitas dessas doenças quando chegam às clinicas especializadas em oftalmologia pediátrica já estão em estado agravado e os casos são irreversíveis. Portanto, não deixe de cuidar da saúde ocular de seu filho e de levá-lo as consultas com o oftalmologista desde infância. Afinal, todo o processo do desenvolvimento visual acontece nessa fase. É obrigação dos pais observar possíveis anomalias na visão de seus filhos e levá-los sempre que possível em clínicas especializadas em oftalmologia pediátrica. Esse tipo de clínicas dispõe de profissionais especializados em cuidar da saúde ocular de bebês e crianças. Vale lembrar que alguns sintomas indicativos de doenças oculares podem passar despercebidos pelos pais, portanto a ajuda de um profissional para identificá-los é imprescindível. Cuide da saúde ocular do seu bebê e conheça os serviços da Baby Eye Care. A clínica é especializada em oftalmologia pediátrica, voltada para a saúde ocular da criança. Saiba mais sobre os serviços e conheça o site clicando aqui.
Nós, da Baby Eye Care Brasil, apoiamos o movimento a favor da saúde ocular dos bebês e acreditamos que o diagnóstico precoce é o único caminho para uma saúde oftalmológica completa [caption id="attachment_309" align="aligncenter" width="476"]logo da baby eye care brasil - centro oftalmológico infantil Baby Eye Care Brasil - Centro Oftalmológico Infantil[/caption] Gostaria de ter a chance de tratar o seu filho a tempo ou ao menos oferecer-lhe maior conforto? Contate-nos para mais informações: (11) 3171-3123 ou contato@babyeyecarebrasil.com.br.
[caption id="attachment_191" align="aligncenter" width="450"]Dr. Marcelo Agra Cavalcante Costa - Diretor da Baby Eye Care Brasil Dr. Marcelo Agra Cavalcante Costa - Diretor da Baby Eye Care Brasil[/caption] Dr. Marcelo Alexandre Agra Cavalcante é Professor e Chefe do Setor de Retina Infantil. Cirurgia Pediátrica e Neonatal, telemedicina e Retinopatia da Prematuridade da Santa Casa de SP. Também Membro Internacional da Academia Americana de Oftalmologia, atualmente dedica-se como Diretor da Baby Eye Care-SP.
Read more
Ambliopia

Ambliopia: crianças até 6 anos de idade são afetadas com essa anomalia

1 – 2 a 3% de crianças até 2 anos, e 3 a 6% até 6 anos apresentam a Ambliopia

Ambliopia é a anomalia que faz com que uma pessoa enxergue melhor com um olho do que com outro. Conhecida como “olho preguiçoso” é desenvolvida quando o cérebro para de enviar informações para um dos olhos. E isso acontece devido a uma série de fatores que contribuem para que a visão de apenas um olho se desenvolva corretamente. Assim a visão do outro olho para de se desenvolver. As crianças com até 6 anos de idades são as mais acometidas por essa anomalia. Enquanto 2 a 3% das crianças com até 2 anos apresentam Ambliopia, esse percentual aumenta para de 3 a 6% em crianças com até 6 anos de idade. São registrados cerca de 150 mil casos por ano em virtude desta anomalia ocular. Portanto, quero alertar a você mamãe e a você papai que quanto mais precocemente esse problema é percebido, menores são as sequelas. Então, quero te convidar a continuar a leitura desse artigo. Aqui vou compartilhar com você informações sobre:
  • Ambliopia: definição e causas
  • Ambliopia: sintomas e tratamento

2 – Ambliopia: definição e causas

[caption id="attachment_708" align="aligncenter" width="300"]Ambliopia infantil Ambliopia infantil[/caption]  A Ambliopia é uma deficiência que apesar de causar problemas de visão está ligada ao cérebro humano. Afinal é desenvolvida quando o cérebro beneficia apenas um olho já que o outro olho não recebe estímulo adequado das vidas nervosas. Assim sendo, ela afeta diretamente a acuidade visual tornando-a reduzida. Em primeiro lugar, os olhos captam imagens e as convertem em estímulos elétricos. Posteriormente, os nervos óticos transmitem essas imagens. E no cérebro, na região voltada para a visão, essas imagens são processadas. Quando o olho e o cérebro não funcionam de forma harmônica e sincronizada, aí a Ambliopia é apresentada. Como citei no início deste artigo, vários fatores podem ocasionar a Ambliopia. A exemplo do estrabismo, anisometropia e ametropia. Em suma, a Ambliopia Estrábica é considerada a mais comum, por isso acomete com mais frequência as crianças. O estrabismo contribui significativamente para a ambliopia, pois com os olhos desalinhados gerando visão dupla o cérebro acaba ignorando a informação visual do olho mais fraco. Vale ressaltar que apesar da anomalia, o olho não desenvolvido corretamente é um olho saudável que precisa, apenas, ser estimulado. Na Anisometropia (tema do nosso próximo artigo) devido a problemas como astigmatismo, miopia ou hiperopia a ambliopia também pode ser desenvolvida. Isso porque essas deficiências oculares causam problemas na refração ocular, ou em outras palavras, problemas de focalização. E com isso contribui com o desenvolvimento da ambliopia.

3 - Ambliopia: sintomas 

[caption id="attachment_707" align="aligncenter" width="225"]Um olho se desenvolve mais do que outro Um olho se desenvolve mais do que o outro[/caption]  Apesar da diminuição da visão que é o principal sintoma, em se tratando de crianças fica mais complicado. Já que elas dificilmente relatam ou até mesmo percebem essa redução visual. Cabe, portanto, a você papai e mamãe seguir algumas dicas que irão facilitar na observação do problema na criança. Quando a causa for consequência do estrabismo, a observação acaba sendo mais fácil. Então, a primeira dica que quero te dar é essa: se você percebeu que seu filho ou sua filha apresenta um desvio no olhar, procure um oftalmologista. Pois como já falei uma anomalia pode levar a outra e quanto mais cedo for detectada, mais fácil é de corrigi-la. Porém, se não há desvio, então, entra aí a importância das crianças até 3 anos de idade serem acompanhadas por um especialista. Em suma, mamãe e papai, não achem que é exagero levar seu pequeno ou sua pequena a um oftalmologista.

4 - Ambliopia: tratamento

[caption id="attachment_709" align="aligncenter" width="300"]Tampar um dos olhos é um dos tratamentos Tampar um dos olhos é um dos tratamentos[/caption] Portanto para que o diagnóstico seja preciso é necessário que a criança seja avaliada e a causa da ambliopia definida. Entre os possíveis exames que seu filho pode fazer estão:
  • Exame com tampão (um olho é tapado para que o outro seja avaliado)
  • Teste alternado com e sem cobertura
  • Refração
  • Oftalmoscopia
  • Lâmpada de fenda
O tratamento envolve forçar o cérebro a utilizar as imagens captadas pelo olho afetado. No entanto isso pode ser conquistado apenas utilizando mecanismos para corrigir o foco visual (refração), a exemplo do uso de óculos. O grande X da questão que quero reforçar com você, papai e com você, mamãe, é que não há motivo para se desesperar. Todas essas informações que estou compartilhando com você é para que seu filho receba o acompanhamento correto o mais rápido possível. Dessa forma poderemos corrigir qualquer anormalidade em tempo hábil.   Gostou das dicas e das informações que foram dadas ao longo desse conteúdo? Quer ficar por dentro de outros artigos? Como esse, eles vão lhe auxiliar nos primeiros meses e anos da vida do seu filho! Aproveite e se inscreva para receber a nossa Newsletter! Curta, compartilhe e comente esse artigo. Nós, da Baby Eye Care Brasil, apoiamos o movimento a favor da saúde ocular dos bebês e acreditamos que o diagnóstico precoce é o único caminho para uma saúde oftalmológica completa. Gostaria de ter a chance de tratar o seu filho a tempo ou ao menos oferecer-lhe maior conforto? Contate-nos para mais informações: (11) 3171-3123 ou contato@babyeyecarebrasil.com.br. [caption id="attachment_705" align="aligncenter" width="300"]Dr. Rodolpho Navaro Filho Dr. Rodolpho Navaro Filho[/caption] Dr. Rodolpho Navaro Filho é formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo em 1995, onde também fez sua residência (Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo). Especializado em Estrabismo pela Seção de Estrabismo do Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo em 2001.  
Read more

Cuidados necessários com a saúde ocular infantil.

A descoberta tardia de doenças oculares, é prejudicial para a criança, ademais muitas delas podem ser difíceis de serem revertidas. Normalmente doenças oculares são descobertas tarde pela falta de cuidados médicos domésticos. Logo nos primeiros dias de vida ainda na maternidade, o recém-nascido já pode realizar alguns exames oftalmológicos necessários. Além do acompanhamento médico, os pais devem ficar atentos ao que pode prejudicar a visão do seu filho. Quer saber como?

1- Cuidados necessários: Leve seu filho para fazer uma avaliação oftalmológica

[caption id="attachment_216" align="aligncenter" width="300"]Exame Oftalmológico Cuidados Oftalmológicos[/caption] Primeiramente, a criança deve ser levada para um médico oftalmologista para realizar uma avaliação oftalmológica. Assim saberemos de alguma anormalidade, logo no início, onde é mais fácil o tratamento, ademais, pode-se ainda com o diagnóstico precoce fazer uma prevenção de doenças que podem futuramente aparecer conforme a genética, o ambiente e outros. E caso queira depois um exame bem mais completo, o teste do olhinho ampliado pois ele detecta doenças através Retinógrafo Digital pra Neonatos . Assim como o teste do reflexo vermelho, o teste do olhinho ampliado é rápido e indolor, além disso a criança não precisa ficar imóvel. O exame pode ainda, ser feito na maternidade. [caption id="attachment_591" align="aligncenter" width="368"]Teste do Olhinho Ampliado Teste do Olhinho Ampliado[/caption]

2- Cuidados necessários: Leve seu filho para realizar todos os exames necessários

Realizar exames por precaução, não é exagero, portanto, a criança deve sim frequentar um bom oftalmologista pediátrico. [caption id="attachment_600" align="aligncenter" width="403"]Cuidados Oftalmológicos Cuidados Oftalmológicos[/caption]  

3- Cuidados necessário: Estabeleça regras para uso de eletrônicos

Hoje em dia, é comum que os pais deixem seus filhos aos "cuidados" de seus celulares ou tablets, porém, isso é errado. Ficar muito tempo exposto à eletrônicos é prejudicial para qualquer pessoa, pois olhos secos e luzes são os grandes vilões das crianças. Impor um limite de horas por dia em frente a eletrônicos pode diminuir as chances da criança desenvolver doenças oculares, como a miopia. [caption id="attachment_356" align="aligncenter" width="451"]Visão do bebê e eletrônico Visão do bebê e eletrônico[/caption]

4- Cuidados necessários: Fique atento aos sinais que seu filho pode dar

Algumas doenças podem ser detectadas mesmo que a criança ainda não saiba falar. O estrabismo por exemplo, pode até ser detectado pelos pais, por isso é importante ficar atento a qualquer problema. Crianças que coçam demais os olhos, olhos vermelhos em fotos, desvio ou dores nos olhos, pode significar que a criança tem alguma doença ocular. [caption id="attachment_643" align="aligncenter" width="504"]Cuidados Oftalmológicos, estrabismo Cuidados Oftalmológicos, estrabismo[/caption]

5- Cuidados necessários: LEVE SEU FILHO A UM ESPECIALISTA EM OFTALMOLOGIA PEDIÁTRICA (BABY EYE CARE BRASIL)

Vale lembrar que é sempre bom precaver e cuidar. Ir frequentemente ao oftalmologista, não é exagero, sim precaução. Hoje em dia os pais já podem recorrer a exames e testes mais específicos, dessa forma, é possível garantir uma vida feliz e saudável para a criança. Esses exames são capazes de detectar e diagnosticar qualquer pequena doença ou alteração, assim prevenindo problemas futuros. Muitas dessas descobertas, quando tratadas desde cedo, podem trazer mais qualidade de vida para a criança! Consulte! Gostou das dicas e das informações que foram dadas ao longo desse conteúdo? Quer ficar por dentro de outros artigos? Como esse, eles vão lhe auxiliar nos primeiros meses e anos da vida do seu filho! Aproveite e se inscreva para receber a nossa Newsletter! Curta, compartilhe e comente esse artigo. Saiba mais sobre o teste do olhinho ampliado. Nós, da Baby Eye Care Brasil, apoiamos o movimento a favor da saúde ocular dos bebês e acreditamos que o diagnóstico precoce é o único caminho para uma saúde oftalmológica completa. Gostaria de ter a chance de tratar o seu filho a tempo ou ao menos oferecer-lhe maior conforto? Contate-nos para mais informações: (11) 3171-3123 ou contato@babyeyecarebrasil.com.br. A Visão do bebê www.babyeyecarebrasil.com.br Dr. Marcelo Alexandre Agra Cavalcante é Professor e Chefe do Setor de Retina Infantil. Cirurgia Pediátrica e Neonatal, telemedicina e Retinopatia da Prematuridade da Santa Casa de SP. Também Membro Internacional da Academia Americana de Oftalmologia, atualmente dedica-se como Diretor da Baby Eye Care-SP. [caption id="attachment_191" align="aligncenter" width="524"]Conjuntivite Neonatal Dr. Marcelo Agra Cavalcante Costa[/caption]
 

Dr. Marcelo Alexandre Agra Cavalcante Costa

   
Read more
WhatsApp Entre em contato