Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é

Retinopatia da prematuridade: você sabe o que é?

1 - Doença afeta bebês prematuros e abaixo do peso no nascimento

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é Já citamos a Retinopatia aqui no blog, mas você sabe que doença é essa? Pois é sobre ela que falaremos no post de hoje. Para a mamães e papais que têm nos acompanhado, temos falado sobre doenças que afetam as crianças. Além disso, temos destacado a importância dos cuidados com os olhos desde a infância como abordamos no artigo Porque cuidar dos olhos desde a infância. No artigo de hoje vamos conhecer um pouco mais sobre essa enfermidade que afeta, principalmente, bebês prematuros e aqueles que nascem abaixo do peso ideal. A Retinopatia da prematuridade é uma das principais causadoras de cegueira infantil. Porém, felizmente em 90% dos casos não são graves e não chegam a prejudicar a visão. Continuamos com nossos textos informativos para que você papai e você mamãe não esqueçam que quanto mais cedo seus filhos tiverem acompanhamento com um oftalmologista pediátrico, melhor. Mas, sem mais delongas, vamos aprender um pouco mais sobre a Retinopatia da prematuridade? Então, segue com a gente na leitura do artigo de hoje.

2 - O que é Retinopatia da prematuridade?

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é Para início de conversa gostaria que você soubesse que, infelizmente, essa é uma doença pouco conhecida pelos pais. Por isso, entendemos a importância de falar sobre ela de forma que as informações sejam difundidas com todos. Dessa maneira, com informação, as pessoas saberão o que fazer em casos como esse. A Retinopatia da prematuridade é uma doença ocular que acomete crianças que nascem antes de 36 semanas. Ademais, bebês que nascem pesando menos do que 1600 gramas. É uma enfermidade que faz com que ocorra um crescimento desorganizado dos vasos sanguíneos que nutrem a parte de trás do olho, mais precisamente, a retina. Esses vasos começam seu processo de desenvolvimento a partir do terceiro mês de gestação. Portanto, nos casos de nascimento prematuro esses vasos param de crescer ou crescem de maneira anormal. Assim sendo, pode danificar a retina causando a Retinopatia da prematuridade. Em outras palavras, os vasos sanguíneos se rompem gerando um sangramento. Nos casos mais graves há deslocamento da retina. Em casos como este, infelizmente, o bebê corre risco de ter perda de visão. E esses casos mais graves acontecem:
  • Bebês que nascem antes da 32ª semana gestacional;
  • Bebês que nascem com 1500 gramas ou menos;
  • Bebês que necessitam de tratamento com oxigênio.
Quando um bebê apresenta esse quadro de Retinopatia da prematuridade, ele passa a ser acompanhado por um oftalmologista infantil. Além da criança ser submetida ao teste do olhinho Ampliado, o prematuro terá o acompanhamento do oftalmologista mesmo após ter alta da unidade neonatal. O aumento no número de casos de Retinopatia da prematuridade é consequência do avanço tecnológico. Isso mesmo, porque a medicina avançada tem contribuído para que bebês cada vez menores consigam sobreviver.

3 - Estágios da Retinopatia da prematuridade

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é O grau de comprometimento dos olhos dos bebês com a doença é medido por um instrumento especial utilizado pelo oftalmologista infantil. O exame observa o fundo do olho da criança e determina qual dentre os cinco graus foi classificado:
  • Estágio 1 - quando há um crescimento anormal leve dos vasos sanguíneos da retina;
  • Estágio 2 - quando há um crescimento anormal moderado dos vasos sanguíneos da retina
  • Estágio 3 - quando há um crescimento anormal severo dos vasos sanguíneos da retina;
  • Estágio 4 - quando há um crescimento anormal severo dos vasos sanguíneos e deslocamento parcial da retina;
  • Estágio 5 - quando ocorre deslocamento total da retina;
Em sua fase inicial a Retinopatia regride de forma espontânea. Dentro de 4 a 6 semanas após o nascimento do bebê deverá ser realizado o primeiro exame. Já o acompanhamento com o oftalmologista pediátrico deve acontecer até os vasos se formarem por completo ou quando a doença regredir totalmente. ontudo, mesmo com a regressão, é necessário que os bebês tenham acompanhamento anual, pois há chances de que ocorram outras doenças oculares como estrabismo ou diferença de grau entre os olhos.

4 - Tratamento para Retinopatia prematura

Nos casos considerados com risco de causar cegueira, as opções de tratamento indicadas pelos oftalmologistas são: A cirurgia à laser, considerada a forma de tratamento mais utilizada em casos diagnosticados precocemente. Com essa cirurgia raios laser que param o crescimento anormal dos vasos sanguíneos que fazem com que a retina saia do seu lugar. Já nos casos avançados da doença é indicada a colocação de uma faixa cirúrgica no olho. Nesses casos a retina encontra-se afetada, o que a leva a deslocar do fundo do olho. Com o uso da pequena faixa cirúrgica em volta do globo ocular, a retina permanece no lugar certo. Mais em situações ainda mais avançados, então, a vitrectomia é indicada. Em outras palavras, é uma cirurgia que retira o gel com cicatrizes localizado no interior do olho e é substituído por uma substância transparente.

Retinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-éRetinopatia-da-prematuridade-você-sabe-o-que-é5 - Como prevenir essa doença ocular

  Agora queremos dar um importante recado, principalmente para as mamãe. A melhor maneira de prevenir para que seu bebê não sofra com a Retinopatia prematura é tendo um ótimo pré-natal. É fundamental que você mamãe e você papai não esqueçam do quanto é fundamental ter o acompanhamento correto durante todo o período gestacional. Quanto mais dúvidas vocês tirarem com seu médico, melhor. Para evitar sequelas da doença é fundamental prevenir. Para isso, peça ao seu médico o exame que diagnostica a doença.
Read more
os cuidados mais importantes com os olhos do bebê

06 cuidados mais importantes com os olhos do bebê

Os cuidados mais importantes com os olhos do bebê

Anteriormente, falamos sobre a visão do bebê e a sua evolução desde o nascimento. Nesse texto vamos explicitar os porque e enfatizar os cuidados que temos que ter com os olhos do recém-nascidos. Então vamos lá e não esqueça de curtir, comentar e compartilhar esse texto. E nos envie uma sugestão de texto, críticas e dúvidas : suporte@babyeyecarebrasil.com.br Será um prazer te atender. Boa leitura. [caption id="attachment_385" align="aligncenter" width="345"] Limpando os olhos do bebe[/caption]

1 - Cuidados gerais

Desde os primeiros momentos de vida, os cuidados com os olhos do bebê devem ser constantes. Como sabemos, a visão é um de nossos principais sentidos e toda a atenção com ela sempre vale a pena. Cabe aqui esclarecer um mito existente: muitas pessoas acreditam que problemas de visão costumam aparecer somente após a primeira década de vida. Isso não passa de ilusão! Mas a realidade é outra  e logo nos primeiros dias após o nascimento da criança eles podem surgir. Aliás, alguns problemas ocorrem até mesmo durante a gestação. No post de hoje trazemos algumas dicas e orientações sobre os principais cuidados que devemos ter com os olhos do bebê. Confira!

[caption id="attachment_387" align="aligncenter" width="412"]cuidados com os olhos do bebe Cuide da visão do seu bebe[/caption]  

 2 - A Limpeza dos olhos do recém-nascido

A limpeza dos olhos do bebê  em seus primeiros dias de vida é muito simples de ser feita. Portanto para isso, uma gaze esterilizada com soro fisiológico já é o suficiente. Contudo, precisamos ficar atentos para usar uma para cada olho. Afinal para limpar basta fazer movimentos de dentro para fora. Isto é, do canto nasal em direção à orelha, em um único movimento. Uma orientação interessante é aproveitar esse momento para fazer uma leve massagem no canto do olho para ajudar a desenvolver as vias do canal lacrimal. Pois isso é indicado porque esse canal lacrimal nos bebês ainda não está completamente desenvolvido, com isso, a lágrima acaba ficando estagnada no canto interno do globo ocular. E isso propicia a formação de um depósito de muco, uma das principais causas de irritação ocular nas crianças. Então  devemos limpar os olhos da criança ao menos uma vez por dia, fazer isso na hora do banho é uma boa dica!
[caption id="attachment_386" align="aligncenter" width="368"] cuidados com os olhos do bebe[/caption]  

3 - Enxugando corretamente

É muito importante que após o banho e a limpeza dos olhos do bebê eles sejam muito bem secos. Mas para fazer isso corretamente, basta apenas enrolar o dedo com uma toalha bem macia ou até mesmo uma fralda de pano, na sequência, é só ir pressionando levemente sobre a pálpebra de forma muito suave. Aliás, nunca devemos esfregar os olhinhos da criança nesse momento. [caption id="attachment_388" align="aligncenter" width="441"]cuidados com os olhos do bebe Enxugando os olhos do bebe[/caption]

4 - Cuidados com o pré-natal

Muitos pais acreditam que os primeiros cuidados com os olhos do bebê se iniciam após o nascimento. Na verdade enfim , a atenção para isso deve começar já durante o pré-natal. Ademais a medicina evoluiu muito e qualquer maternidade hoje tem exames que são realizados durante a gestação da criança, a finalidade de detectar se há ou não a presença de micro-organismos que possam prejudicar o sistema ocular do bebê. Doenças como toxoplasmose ou rubéola são identificadas nessa fase. Caso não sejam tratadas, o resultado na visão do bebê poderá ser muito grave. [caption id="attachment_390" align="aligncenter" width="469"]cuidados com os olhos do bebe Cuidados já no pré-natal[/caption]  

5 - Cuidados pós-parto - infância

A visão da criança ainda não está formada até o primeiro ano de vida. Aliás, ela continua se desenvolvendo durante seus primeiros anos. Mas logo no início, é recomendado que seja aplicado nos olhos do bebê um colírio de nitrato de prata. Isso é muito importante, pois a função desse medicamento é evitar que bactérias existentes no canal vaginal contaminem os olhos. [caption id="attachment_391" align="aligncenter" width="468"]Coisas que não devemos usar Colírio[/caption]

6 - Coisas que não devemos usar

Na hora de limpar os olhos do bebê todo cuidado é pouco. Em nenhuma situação devemos usar água boricada para esse fim. Vale lembrar que o uso dessa composição é restrita para adultos e crianças maiores de 12 anos. E ainda nessa situação, não deve ser usada no interior dos olhos. Outro cuidado igualmente importante é com o uso de cotonetes. Qualquer deslize ou movimento brusco pode machucar a visão da criança. Os cuidados com o recém-nascido e sua visão não estão restritos apenas a estes pontos. Ainda precisamos ter atenção ao desenvolvimento da visão e a sinais de possíveis problemas.

7 - Dicas para ajudar a desenvolver a visão da criança

Como já observamos, a visão de um recém-nascido ainda está em formação. Por exemplo, poucas pessoas sabem que inicialmente as crianças enxergam em tons de cinza e que elas percebem mais níveis de alto contraste. Assim é por isso que devemos ajudar no desenvolvimento da visão dos pequeninos. Então vejamos algumas dicas: [caption id="attachment_392" align="aligncenter" width="536"]cuidados com os olhos do bebe Estimular a visão[/caption]
  • Usar chocalhos, brinquedinhos e acessórios pendurados sobre o berço, ajuda a criança a se habituar e a definir melhor as imagens reconhecendo o movimento dos objetos;
  • Aproveitar o momento da amamentação para interagir com a criança, conversando com ela. Com o passar do tempo a visão vai se desenvolvendo até que ela consiga ter cada vez mais definição sobre o rosto da mãe;
  • Por volta dos 2 meses de idade a visão do bebê já se desenvolveu o suficiente para que ele consiga diferenciar cores. Nesse momento, apresentá-lo a brinquedos coloridos é uma boa ideia. Aliás, amarelo, azul e vermelho são os preferidos para essa finalidade;
  • A partir dos 4 meses a criança já tem uma noção melhor relacionada a distância e discernimento entre as coisas. Essa é uma ótima fase para brincar na cama com ela ajudando na concentração em objetos, pessoas e movimentos;
  • Fazer passeios com o bebê também auxilia no desenvolvimento de sua visão. Afinal, é tudo completamente novo para ele.
É importante ressaltar que nenhum desses cuidados essenciais são coisas difíceis de se fazer. Hoje, as próprias maternidades já oferecem ajuda para as mães de primeira viagem. No mais, o importante é sempre ter em mente que toda essa atenção, por mais simples que possa parecer, é que vai garantir saúde e vitalidade para que possa crescer de forma saudável e feliz. Por fim, a última e mais importante orientação é manter os exames do recém-nascido sempre em dia. E isso não apenas para exames oftalmológicos como outros procedimentos.

8 - A Baby Eye Care Brasil 

Nós, da Baby Eye Care, apoiamos o movimento a favor da saúde ocular dos bebês e acreditamos que o diagnóstico precoce é o único caminho para uma saúde oftalmológica completa. Você, como mãe ou pai, não gostaria de ter a chance de tratar o seu filho a tempo ou ao menos oferecer-lhe maior conforto? Contate-nos para mais informações: (11) 3171-3123 ou contato@babyeyecarebrasil.com.br. [caption id="attachment_309" align="aligncenter" width="584"] Ajudando seu filho a ter uma boa visão[/caption] Dr. Marcelo Alexandre Agra Cavalcante é Professor e Chefe do Setor de Retina Infantil, Cirurgia Pediátrica e Neonatal, telemedicina e Retinopatia da Prematuridade da Santa Casa de SP. Também Membro Internacional da Academia Americana de Oftalmologia, atualmente dedica-se como Diretor da Baby Eye Care-SP. [caption id="attachment_191" align="aligncenter" width="628"] Dr. Marcelo Agra Cavalcante Costa[/caption] Quer saber mais sobre esse tema e muito outros? Baixe grátis nosso E-book Exames para Recém-Nascidos e fique por dentro de tudo e saiba mais o que precisa ser feito nos primeiros dias de vida do seu filho! [caption id="attachment_399" align="aligncenter" width="751"] Exames recém-nascido Ebook gratuito - Exames para recém-nascidos - http://bit.ly/EbookRecém-Nascidos[/caption] Clique no link é grátis:  http://bit.ly/EbookRecém-Nascidos e baixe gratuitamente o ebook. não esqueça de curtir, comentar e compartilhar esse texto. E nos envie uma sugestão de texto, críticas e dúvidas: suporte@babyeyecarebrasil.com.br Será um prazer te atender.
Read more
Cuidados com o recém-nascido

Visão do bebê e a sua evolução.

1 - Visão do bebê

Todo mundo sabe que a visão do bebê não é a mesma, do que a de um adulto logo após o nascimento. Pelo contrário, é necessário algum tempo para que os olhos se desenvolvam e se adaptem passando a ver sem qualquer tipo de borrão. Mas, quanto tempo? O bebê enxerga desde o momento que abre os olhos pela primeira vez. A não ser que ele tenha algum problema visual, o que diferencia nessa fase é que ele não consegue absorver a todas as informações que estão ao seu redor. Aliás, leva algum tempo, meses que variam muito de criança para criança. Assim como todas as demais fases de desenvolvimento. Entenda ao longo deste artigo, como a visão do bebê vai mudando dia após dia e saiba ainda como estimular o seu bebê. Será que seu bebê está enxergando o suficiente para a sua fase? Essas e outras respostas, você confere a seguir.   [caption id="attachment_333" align="aligncenter" width="527"]A Visão do bebê A visão do bebê[/caption]

2 - Quando a visão do bebê deixa de ser “embaçada”?

[caption id="attachment_335" align="aligncenter" width="537"]A Visão do bebê embaçada. A Visão do bebê embaçada[/caption] A primeira e mais recorrente pergunta feita a respeito da visão do bebê é sobre quando ela finalmente deixa de ser turva. Pois bem, é por volta dos 6 aos 8 meses que a criança começa a ver com maior semelhança ao adulto. É claro que este tempo pode variar. Afinal, cada bebê tem o seu próprio ritmo, mas no geral é por volta dessa idade que costuma coincidir com a fase de ficar sentado, engatinhar e até mesmo levantar-se. Como a criança está “enxergando melhor” ela se permite começar com as traquinagens, por assim dizer. Ela vê com mais clareza o ambiente em que está inserido e por isso começa a fazer explorações em todos os lugares em que está. [caption id="attachment_349" align="aligncenter" width="570"]Visão do bebê e a nitidez. Visão do bebê e a sua nitidez[/caption]

3 - O desenvolvimento da visão do bebê

Quando nasce o bebê consegue distinguir a luz. Os movimentos e formas, bem como cores fortes, também costumam prender a sua atenção já que ele não consegue ver tudo o que está ao seu redor com nitidez. As pequenas distâncias são ótimas para que o bebê realmente enxergue algo. Seu campo de visão costuma ir de 20 a 30 centímetros no máximo. Essa distância é suficiente, por exemplo, para que o bebê grave o rosto de sua mamãe ao longo dos momentos de amamentação. Como a visão do bebê não se desenvolve rapidamente como a audição, que leva apenas um mês para estar completamente pronta, nas primeiras semanas será comum ver o bebê “vesguinho”, pois ele ainda não sabe usar os próprios olhos, e por isso não consegue focalizar os dois em uma mesma direção ou objeto. [caption id="attachment_350" align="aligncenter" width="629"]Visão do bebê com problema Visão do bebê com problema[/caption] Com dois ou três meses, entretanto, esse problema finalmente acaba. O bebê consegue seguir objetos com os seus olhos, especialmente se estiverem próximos a ele. Entre o segundo e o quarto mês é comum que a visão comece a distinguir melhor as cores diferenciando, por exemplo, um vermelho de um laranja. Também é por volta dos quatro meses que o bebê começa a desenvolver a percepção que indica se algo está perto ou longe, fase em que os braços costumam chacoalhar bastante em direção a diferentes objetos dentro de casa ou em outros lugares. [caption id="attachment_352" align="aligncenter" width="665"]Visão do bebê Visão do bebê[/caption] Dos cinco meses em diante até o completo desenvolvimento da visão, o bebê já enxerga pequenos objetos cada vez mais de longe. Procura, inclusive, chegar até aquilo que lhes interessa, momento em que começam a engatinhar, por exemplo.

4 - Como estimular e cuidar da visão do bebê?

Como se vê, o processo de desenvolvimento da visão do bebê é completamente natural e que tem toda uma lógica e tempo de espera. Sendo assim, não tem porque se preocupar excessivamente com o assunto. Entretanto, é claro que os pais podem, e até mesmo devem, estimular a visão do bebê com alguns truques que são bem simples. Vocês, na condição de pais e familiares, podem inclusive detectar, preliminarmente, algum tipo de problema visual. Veja a seguir o que fazer: [caption id="attachment_310" align="aligncenter" width="744"]Visão do bebê, estimular a visão. Visão do bebê, estimular a visão[/caption]

Use objetos para estimular que o bebê acompanhe

Desde cedo, aproxime objetos coloridos na frente do rosto do bebê e os movimente bem devagar a fim de que ele vá acompanhando com os olhos. Com o passar do tempo, aumente a velocidade desse trajeto, a distância e até mesmo o tamanho ou cor do objeto, a fim de verificar se o bebê continua a acompanhar com o olhar.

Invista em livros coloridos e com formas

Seu bebê pode ser bem novo, mas ainda assim ele precisa ter alguns livros bem coloridos e repletos de formas para que a sua estimulação visual não pare. A princípio, mostre o livrinho para ele e com o tempo o deixe manejar sozinho. [caption id="attachment_355" align="aligncenter" width="527"]Visão do bebê e como estimular Visão do bebê e como estimular[/caption]

6 - Não deixe o bebê excessivamente exposto a telas

Hoje em dia, infelizmente, muitos bebês passam horas de seu dia expostos a telas como celulares, computadores e aparelhos televisivos. Isso não faz bem para a saúde dos olhos! [caption id="attachment_356" align="aligncenter" width="553"]Visão do bebê e eletrônico Visão do bebê e eletrônico[/caption] Se possível, alguns desses eletroeletrônicos não devem nem sequer chegar perto das crianças menores de dois anos, por isso tenha muito cuidado!

7 - Leve o bebê a um especialista em oftalmologia pediátrica (Baby Eye Care Brasil)

Vale lembrar que é sempre bom precaver e cuidar. Por isso mesmo, hoje em dia os pais já podem recorrer a alguns exames e testes mais específicos que colaboram com a visão do bebê, ao detectar e diagnosticar qualquer pequena doença ou alteração. Muitas dessas descobertas, quando tratadas desde cedo, podem trazer mais qualidade de vida para a criança! Consulte! Gostou das dicas e das informações que foram dadas ao longo desse conteúdo? Quer ficar por dentro de outros artigos que, como esse, vão lhe auxiliar nos primeiros meses e anos da vida do seu filho? Aproveite e se inscreva para receber a nossa Newsletter! Curta, compartilhe e comente esse artigo. Saiba mais sobre o teste do olhinho ampliado. Nós, da Baby Eye Care Brasil, apoiamos o movimento a favor da saúde ocular dos bebês e acreditamos que o diagnóstico precoce é o único caminho para uma saúde oftalmológica completa. Você, como mãe ou pai, não gostaria de ter a chance de tratar o seu filho a tempo ou ao menos oferecer-lhe maior conforto? Contate-nos para mais informações: (11) 3171-3123 ou contato@babyeyecarebrasil.com.br. [caption id="attachment_309" align="aligncenter" width="544"]A Visão do bebê www.babyeyecarebrasil.com.br[/caption] Dr. Marcelo Alexandre Agra Cavalcante é Professor e Chefe do Setor de Retina Infantil, Cirurgia Pediátrica e Neonatal, telemedicina e Retinopatia da Prematuridade da Santa Casa de SP. Também Membro Internacional da Academia Americana de Oftalmologia, atualmente dedica-se como Diretor da Baby Eye Care-SP. [caption id="attachment_191" align="aligncenter" width="551"]A Visão do bebê Dr. Marcelo Alexandre Agra Cavalcante Costa[/caption]
Read more
WhatsApp Entre em contato